- Belung Magazine
Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao usar este site, você concorda com o uso deles. OK, eu concordo Mais informações

Porquê continuar a fumar quando sofremos de doença pulmonar?

Sabia que algumas pessoas com doença pulmonar continuam a fumar? À primeira vista parece ser um pouco absurdo: porquê manter este hábito quando os nossos pulmões já têm dificuldade em fornecer o oxigénio vital? Alguns investigadores ingleses quiseram resolver este enigma e encontrar uma explicação.

smoking_person_visual_belung.jpg

Sarah Masefield e os seus colegas da European Lung Foundation, Sheffield, exploraram as características de pessoas de toda a Europa com uma doença pulmonar diagnosticada e que continuaram a fumar, com o objetivo de melhorar os resultados da cessação tabágica. Os investigadores desenvolveram um questionário abrangendo tópicos como: perspectivas sobre a cessação tabágica, interacções com os profissionais de saúde e recomendações para melhorar os resultados da cessação tabágica. O questionário foi divulgado em 16 idiomas através de redes de doentes e de Profissionais de Saúde. 

4606-boehr-grafiek_pt.png Principais razões para que os inquiridos não parassem de fumar

'Eu acho que se deixar de fumar o meu mundo colapsa.'

Os motivos frequentes para continuar a fumar foram: "Ajuda-me a lidar com o stress" (49%), "Tentei parar mas não consegui" (43%) e "Gosto de fumar" (40%). O hábito foi o motivo adicional mais frequente, com pensamentos catastróficos evidentes em alguns casos: "Acho que se parasse de fumar o meu mundo iria simplesmente desabar". Os inquiridos referiram ainda a natureza viciante do tabaco e muitos sentem que os Profissionais de Saúde não compreendem adequadamente o vício da nicotina e a dificuldade em parar.

Os investigadores concluiram que 67% dos inquiridos fizeram pelo menos uma tentativa de cessação tabágica nos últimos 12 meses e que passaram a fumar menos (59%) ou a gostar menos de fumar (52%) após o seu diagnóstico. "Isto indica um desejo de parar de fumar e sustenta a recomendação de que os Profissionais de Saúde devem repetir frequentemente os conselhos de cessação tabágica, já que pode haver um período após o diagnóstico em que a pessoa está mais receptiva a orientações nesse sentido." 

Bibliografia:
Masefield S, Powell P, Jiménez-Ruiz C, et al. Recommendations to improve smoking cessation outcomes from people with lung conditions who smoke. ERJ Open Res 2016; 2: 00009-2016. 


disclaimer
PM/OFE-181091_mar2018